10 de maio de 2017

É biológico, é bom!

Como habitualmente às quartas-feiras, hoje foi dia de mercadinho de agricultura biológica na placa em frente à Loja do Cidadão. 
Tudo muito bem, apesar de uma manhã de Maio um pouco chuvosa, e as barraquinhas até estavam com alguma clientela.  
À primeira vista, o tipo de clientela poderia caracterizar como sendo de um estrato social médio/elevado, perfeitamente ciente do tipo de produtos que estaria a adquirir.
Olhar indiferente, de soslaio e até poderei afirmar com sobranceria, em relação ao comum dos passantes.
Do género, "eu posso", "eu sou inteligente", "eu compro estes produtos porque são biológicos" logo "fazem muito bem à saúde"...



Devo vos confessar, que este tipo de vaidade dá-me um gozo do caraças... Dá-me gozo de ver! Já explico mais à frente...
Comprinhas feitas, toca "passear" o saquinho com os legumes biológicos para que algum amigo ou conhecido veja o acto inteligente. Bem pertinho do mercadinho, uma "catedral" do vaidosismo madeirense... A Confeitaria. Boa ideia! 
Na onda do natural, sai um batido (fruta do Brasil cheia de químicos... ups!) e para acompanhar um daqueles deliciosos eclairs (processados com farinhas refinadas e toneladas de acúcar)! 
Ahhh! Não faz mal, é só um pequeno pecado, afinal no saquinho estão as verdurinhas biológicas... A cagança é tanta que nem cabe um feijão no traseiro...
Mas meus amigos, depois disto tudo o que me dá maior gozo ainda, é vê-los nas litradas de "consumo social" do tintol com sulfitos e poncha... 
Mas não faz mal, até consomem legumes biológicos...

Sem comentários:

Enviar um comentário