26 de abril de 2010

Falta de Liberdade???

Caros amigos, caríssimas amigas.
Eventualmente vós podereis se queixar de uma qualquer falta de liberdade. E isso tem sido amplamente falado recentemente, tanto na AR, como na ALR, bem como em toda a imprensa falada e escrita, para não falar nas esplanadas da nossa cidade. Mas sabereis realmente o que é a falta de LIBERDADE???
Os que viveram antes do 25 de Abril de 74 sabem-no de certeza!!
No entanto, e não custa nada lembrar, há ainda muitas liberdades condicionadas por esse mundo fora, que nada têm a haver com aquilo que querem fazer passar no nosso país.
A seguir, apresento-vos um link para um blog de uma cubana, Yoani Sanchés, que acompanho regularmente.
Leiam, se não conseguirem compreender o espanhol sul americano, usem o tradutor do google ou outro qualquer, e vejam, aí sim, o que é a FALTA DE LIBERDADE!!!
Só de ler, fico aflito, quase sem respiração... parece que alguém me amarra e coloca uma mordaça, mesmo sem o fazer...

www.desdecuba.com/generaciony


... é sufocante!!!!

25 de Abril!!!

Para uns, mais um dia.
Para outros, mais um feriado.
Para muitos, nada significa!
Felizmente não me enquandro em nenhum dos grupos anteriores.
Sou Filho de Abril!!! Nasci no Verão Quente de 75! Se não fosse a Revolução dos Cravos que tantos querem fazer esquecer, eu não poderia estar aqui a escrever o que me vai na alma.
Não poderia falar do AJJ, do Sócrates, do Cavaco, do Jaime Gama, do Zé, do João, do Agostinho, entre outros.
Dizem que há Liberdade! Não sei, talvez! Vai depender do conceito de cada um.
Ela até existe, mas não é total. Não é só aqui. Até na dita maior democracia do mundo há limites ao espaço individual dos cidadão (quanto a mim, até mais do que em Portugal e na nossa Região).
Já nada me surpreende do que se passa na Madeira. Os PSD's preferem comemorar o 25 de Novembro em vez do 25 de Abril. Muito bem!... E será que se o 25 de Abril não tivesse acontecido, esses senhores teriam o que têm hoje, seriam o que são hoje, estariam onde estão hoje???
Claro que não, pelo menos a maioria!
Seriam uns "pata rapada" como eu.
Ou então continuariam a vender "cifões para retrete", como alguém disse um dia...
O problema do 25 de Abril, foi terem-no desviado do seu ideal, dos seus princípios.
Se olharmos para o 24 de Abril e vermos o poder económico que suportava o Regime Fascista, e observarmos quem sem os grupos económicos do 25 de Novembro que AJJ e seus amigos tanto gostam de comemorar, não notamos grandes diferenças.
No entanto, não baixo os braços, e faço questão de manter vivos em mim, e nos que me são mais próximos, os IDEAIS DE ABRIL!!!!