25 de novembro de 2009

Os vinte e cincos!

25 de Abril de 1974!
25 de Novembro de 1975!
Uma revolução!
O culminar de uma contra revolução!
Em comum, apenas um número, o 25.
O 25 de Abril todos já ouviram falar e sabem mais ou menos o que é, ou, ou que foi.
O 25 de Novembro... "Alguém especial faz anos?!?"
Não, ninguém faz anos! Mas também poucos se dão à maçada de explicar o que foi que aconteceu.
Eu sei! Não, não aprendi na escola. Não está no programa da disciplina de História de ano nenhum.
"Mas o 25 de Abril está..." dirão alguns. Não vos poderei responder porquê. O que eu sei, foi que procurei em jornais, bibliotecas, internet. Ouvi pessoas que viveram o acontecimento!
O 25 de Abril foi bom para nós!
O 25 de Novembro?!? Não sei. O PREC foi cortado ainda no seu estado embrionário. Sonhos , desejos, anseios, projectos, ficaram pelo caminho.
Mas, e se Álvaro Cunhal tivesse conseguido o que idealizou para o país?
Se se tivesse instalado uma ditadura comunista em Portugal como disseram que iria acontecer?
O que nos teria acontecido se Otelo não tivesse recusado avançar com os fuzileiros?Teríamos caído numa guerra civil?
Se tivéssemos escolhido a esquerda em vez do centro e da direita, viveríamos melhor hoje?
A nenhuma destas perguntas poderei dar resposta.
O 25 de Novembro não me permite!

24 de novembro de 2009

Um dos piores da Europa

O jornal Financial Times considerou no ano passado Teixeira dos Santos o pior ministro das finanças de 19 países da União Europeia.
Este ano foi considerado o 4º pior.
Isto diz bem da miséria que vai passando por Portugal.
O Ministro que em Portugal é considerado o melhor ministro é apenas o pior (ou piores) entre os 19 considerados, segundo o jornal Financial Times, que tem mais dados e mais distância em relação ao "batatal" político português que os aduladores dos grupos de comunicação social que agem em Portugal.
Claro que é compreensível a análise do Financial Times. A maioria dos políticos portugueses são políticos de papel, mais interessados em explorar a riqueza nacional em seu benefício do que em benefício de Portugal.
Não tenho a mínima dúvida que se fosse feita a análise comparativa, ministro a ministro, os ministros portugueses seriam considerados sempre os piores.
Em relação ao Primeiro Ministro português a situação então seria calamitosa se houvesse comparação.

20 de novembro de 2009

Princípios!!!

Sou fiel aos meus princípios e salvo algum parafuso que se solte da "tola" não mudarei a minha forma de pensar, de agir, de falar.
Eu sou assim, e quem me conhece sabe-o, ou pelo menos deveria saber. Eu não mudo o texto consoante o vento sopre de leste ou oeste ou de outro lado qualquer. No entanto se decepcionei, já não posso fazer nada em contrário, são as vicissitudes da vida. Se ofendi, desculpa, foi sem intenção, mas, como disse, sou e serei sempre fiel aquilo em que acredito.

Sexta-feira com azia

A notícia de hoje do DN-M em nada me surpreende. Aliás, infelizmente, até já estamos muito habituados a isso.
O DN dá-nos conta que familiares próximos de alguns governantes da nossa aldeia, bem como alguns familiares de médicos, estão a "furar" as orientações definidas pelo IASaúde, no que toca à aplicação da vacina contra a gripe A.
Exactamente, eles são cidadãos imprescindíveis!
Uma coisa é certa, a gripe A já não apanham, no entanto, esta sexta-feira vai ser passada com uma grande azia (por causa da notícia).
Não sou médico, mas para isso aconselho uns sais de fruto, é remédio santo, eheheh!!

19 de novembro de 2009

E viva a crise!!!

Gostei muito de uma das notícias de hoje!
Ontem, após a reunião que o GR teve com a CMF, foi decidido adiar (quanto a mim, já era) o megalómano projecto do Toco, e a praia de areia amarela na Praia Formosa.
Simplesmente fantástico! Poderão me questionar se estou contra o desenvolvimento ou contra o progresso. De forma alguma. Sou pelo desenvolvimento sustentado. Sou pela utilização racional do meio ambiente. Sou contra o fazer apenas pela obra feita. "O resto que se lixe".
Foi pena a crise não ter chegado mais cedo, porque projectos como a marina do Lugar de Baixo, os parques empresariais das e às moscas, o centro "cultural" de Machico e muitos outros teriam também ficado pelo caminho!

18 de novembro de 2009

Morre terceiro feto em grávida vacinada

Mais uma jovem grávida de 20 semanas, com 27 anos, vacinada contra a gripe A, deu entrada no Hospital de Santo André, em Leiria, confirmando-se posteriormente a morte do feto.
De acordo com o comunicado do hospital, após uma observação realizada no Serviço de Urgência “foi detectada a ausência de batimentos cardíacos, o que foi confirmado pela ecografia”.
Esta é a terceira grávida vacinada com o Pandemrix a perder o bebé nos últimos quatro dias.
Meus amigos, já ninguém me "cola" com esta!!!

Fonte: Correio da Manhã

Mais um feto morto!

Lamentavelmente, mais uma senhora perdeu o feto após ter tomado a vacina da gripe A.
Seria o seu terceiro filho...
Acho que são coincidências a mais!...

17 de novembro de 2009

O fantasma da vacina

Após um período de acalmia, eis que o fantasma regressa!
Depois de um início de campanha de vacinação contra a gripe A algo atribulado, com recusas, dúvidas e muitas questões que continuam sem resposta, o processo de aplicação das vacinas lá se foi efectuando um pouco por todo o país.
Subitamente, notícia de abertura de telejornais, uma jovem de Portalegre, prestes a ser mãe, alguns dias após ter tomado a vacina, perdeu o seu bebé.
Um homem, de 55 anos, na Alemanha, sem contra-indicações e/ou problemas de saúde conhecidos, morreu 12 horas após lhe ter sido aplicada a injecção.
Coincidências, ou talvez não, o que é certo é que o fantasma está de volta.
Pessoalmente, ainda não sei o que irei fazer!...

16 de novembro de 2009

A Missão de AJJ

Caros amigos, podeis deixar de tentar adivinhar o que AJJ vai fazer após deixar (sim, sim, vai mesmo!) a presidência do GR em 2011.
Como sabeis a Igreja Madeirense passa por grandes dificuldades em captar jovens para os seus seminários e consequentemente substituir o Clero mais velho. Mas, não vos preocupeis mais. A solução vem a caminho!
O sr. presidente, depois de três décadas a governar o destino dos madeirenses, na incansável luta contra o colonialismo, e no desenvolvimento da nossa ilha após quase quinhentos anos de escravidão, viu a luz e recebeu uma nova missão!
Ontem, na consagração da nova Igreja do Jardim Serra, AJJ subiu ao altar, e "pregou"! Não que já não o fizesse, mas agora é diferente.
Preparai-vos, será uma luta difícil, mas os infiéis serão vencidos, mais uma vez!!! Ehehehehe....

E-escolinha vai continuar

Já está confirmado.
Os alunos do 1.º ano do ensino básico vão poder inscrever-se no programa de aquisição do computador Magalhães a partir da próxima semana (pelo menos a nível nacional, vamos a ver na região).
O computador Magalhães teve a sua aparição no ano lectivo 2008/09, com um custo de 50 euros, excepto para estudantes desfavorecidos, com acesso gratuito ao computador, e para aqueles que se encontravam em situação intermédia, com um custo de 20 euros.
Falou-se imenso, discutiu-se tanto, questionável, ou talvez não, mas, uma coisa é certa, o projecto permitiu que muitas crianças (e seus pais) tivessem acesso às novas tecnologias, que, de outra forma, não o poderiam fazer (esta é meramente a minha opinião)!
Tenho tido oportunidade de explorar os conteúdos do "Magalhães", divertir-me, e reaprender algumas coisas que já estavam esquecidas, juntamente com a minha criança, e digo-vos, o equipamento, quando utilizado para o que foi idealizado, é extremamente útil.

13 de novembro de 2009

Governo já definiu aumento dos seus funcionários

É verdade. O governo já definiu que os funcionários públicos irão ter uma actualização de 1,5% nos seus vencimentos no próximo ano. Bem, comparando com a proposta que Manuela Ferreira Leite fez no período eleitoral ( 0%), a do governo está muito melhor. Falta naturalmente a discussão em sede de concertação social, mas, já está mais do que visto que não vai passar do valor proposto. Não tenho ilusões quanto a isso. No entanto gostaria de alertar para o seguinte. Como sabeis, 1,5% num vencimento de €500 ( que é a média do salário das categorias do pessoal operário) a expressão do aumento practicamente não tem significado quando comparado com os salários dos técnicos superiores e chefes de divisão ( média de €1500). Então, sabendo o quanto custará aos cofres do estado este aumento, porque não fazer um aumento em euros em em vez de um valor percentual? Será que não seria mais justo atendendo a que o fosso entre as actuais categorias da função pública é já muito grande? Fica a pergunta no ar.

12 de novembro de 2009

Interesse Público - RTP M

Ontem foi o dia do programa "Interesse Público" na RTP M. O tema era muito interessante, actual e extremamente preocupante. Falava sobre os "sem abrigo".
No entanto não posso deixar de mostrar um certo desgrado pela forma como a responsável pela Segurança Social abordou as questões colocadas. Dá para notar que é uma daquelas técnicas de gabinete, que vivem enclausurados nas suas redomas de vidro, e que os problemas realmente existem, mas estão muito, mesmo muito, distantes do seu quotidiano. O politicamente correcto foi a tónica dominante do seu discurso. Notei, e pode ter sido apenas impressão minha, uma certa hipocrisia.
Verdadeiramente lamentável!

11 de novembro de 2009

A tinta borrou o pano!

Finalmente!
A Direcção Regional de Saúde e o seu Director, Dr. Maurício Melim, assumiram.
Quatro casos de Gripe A numa escola da região, mais precisamente no Externato Júlio Dinis.
Pois, se não fosse no Externato, onde estão os filhinhos de algumas das gentes importantes do burgo, o povinho da aldeia continuaria ignorante e descansado que até ao momento não estavam identificados quaiquer casos nas escolas da região.
Mas não! Anteriores a estes já haviam sido identificados nove casos, sim meus amigos, nove. Ouviram alguém dizer alguma coisa??? Não!!! Ninguém ouviu dizer nada porque simplesmente as entidades oficiais fizeram como aquele ministro da informação do Saddam, as tropas americanas atrás dele e o homem a dizer que o Iraque estava a ganhar a guerra. Eu soube da existência de dois casos, mas foi, como se costuma dizer "pela porta do cavalo".
Algumas pessoas desta terra envergonham-me!!!

Tratado de Lisboa entra em Vigor no Dia 1 de Dezembro

Depois do Tribunal Constitucional da República Checa ter considerado que o Tratado de Lisboa está em conformidade com a lei fundamental do país, o Presidente checo, Vaclav Klaus, procedeu à assinatura do documento, dando o passo que faltava para a conclusão do processo de ratificação pelos 27 Estados-membros da UE.
Com a assinatura do Tratado de Lisboa pela República Checa, chega ao fim o processo de ratificação pelos 27 Estados-membros e a presidência sueca da UE anunciou que o Tratado de Lisboa entrará em vigor já no dia 1 de Dezembro deste ano. Resta agora finalizar os últimos detalhes e Fredrik Reinfeldt já afirmou que "será realizada uma cimeira da UE quanto antes".
De acordo com a informação divulgada no Portal Europa, o Tratado de Lisboa, assinado pelos Chefes de Estado e de Governo dos 27 Estados-Membros na capital portuguesa, a 13 de Dezembro de 2007, “dotará a União Europeia de instituições modernas e de métodos de trabalho eficientes que lhe permitirão dar uma resposta efectiva aos desafios actuais” e “irá reforçar a democracia na União Europeia e melhorar a sua capacidade de defender os interesses dos seus cidadãos no dia a dia”.

Fonte: Portal do Cidadão

João Isidoro - Robin dos Bosques da Madeira

O Sr. Deputado e dirigente do MPT, João Isidoro, é realmente fantástico! O homem tem um sentido de oportunidade extraordinário. Tudo o que possa servir para aparecer nos jornais e televisão, lá vai ele. São as guerrinhas caseiras em Câmara de Lobos com Arlindo Gomes, é o Arqº Fraga que ameaça as populações indefesas que querem fazer uma ampliação na casinha, a estradinha para o Curral das Freiras via Ribeira dos Socorridos (tanto quanto me lembro era o Presidente Arlindo Gomes que andava a chatear AJJ para a incluir no programa do GR).
Agora, e como estão todos a falar no assunto, vem o Sr. Isidoro em defesa dos srs professores que tiveram as suas progressões na carreira congeladas entre Agosto de 2005 e Dezembro de 2007 (só para não perder a "onda").
Caramba, já parece o Robin dos Bosques!!

10 de novembro de 2009

O cerco está a apertar

Todos os dias temos tido conhecimento dos valores astronómicos dos créditos do Governo Regional e suas participadas.
A última notícia dá-nos conta também da possível penhora de 41 edifícios públicos, colocados como garantia de uma operação de titularização de créditos no valor de 150 milhões de euros.
Onde é que vamos parar? E não se pensem que há soluções à vista, porque a pólvora já foi inventada há muito. Os titulares de cargos públicos com responsabilidade na matéria vêm se escusando a quaisquer explicações. Sim porque é com o dinheiro de todos aqueles que de uma forma ou de outra contribuem com os seus impostos, que se irá pagar todas estas irresponsabilidades que têm vindo a cometer durante todos estes anos.
Cada vez tenho mais a certeza de que AJJ vai mesmo pular fora do barco em 2011.
Quem vier atrás que feche a porta!

9 de novembro de 2009

Face Oculta - Crónica de Mário Crespo

Mário Crespo dispensa apresentações.
Na sua crónica semanal, escreve sobre o mais recente escândalo de corrupção na política e no meio empresarial português.
Temo que qualquer dia alguém o vai mandar calar.
Transcrevo abaixo o texto na íntegra para que possam ler e tirar as vossas conclusões.



Os intocáveis

"O processo Face Oculta deu-me, finalmente, resposta à pergunta que fiz ao ministro da Presidência Pedro Silva Pereira - se no sector do Estado que lhe estava confiado havia ambiente para trocas de favores por dinheiro. Pedro Silva Pereira respondeu-me na altura que a minha pergunta era insultuosa.Agora, o despacho judicial que descreve a rede de corrupção que abrange o mundo da sucata, executivos da alta finança e agentes do Estado, responde-me ao que Silva Pereira fugiu: Que sim. Havia esse ambiente. E diz mais. Diz que continua a haver. A brilhante investigação do Ministério Público e da Polícia Judiciária de Aveiro revela um universo de roubalheira demasiado gritante para ser encoberto por segredos de justiça.O país tem de saber de tudo porque por cada sucateiro que dá um Mercedes topo de gama a um agente do Estado há 50 famílias desempregadas. É dinheiro público que paga concursos viciados, subornos e sinecuras. Com a lentidão da Justiça e a panóplia de artifícios dilatórios à disposição dos advogados, os silêncios dão aos criminosos tempo. Tempo para que os delitos caiam no esquecimento e a prática de crimes na habituação. Foi para isso que o primeiro-ministro contribuiu quando, questionado sobre a Face Oculta, respondeu: "O Senhor jornalista devia saber que eu não comento processos judiciais em curso (…)". O "Senhor jornalista" provavelmente já sabia, mas se calhar julgava que Sócrates tinha mudado neste mandato. Armando Vara é seu camarada de partido, seu amigo, foi seu colega de governo e seu companheiro de carteira nessa escola de saber que era a Universidade Independente. Licenciaram-se os dois nas ciências lá disponíveis quase na mesma altura. Mas sobretudo, Vara geria (de facto ainda gere) milhões em dinheiros públicos. Por esses, Sócrates tem de responder. Tal como tem de responder pelos valores do património nacional que lhe foram e ainda estão confiados e que à força de milhões de libras esterlinas podem ter sido lesados no Freeport.Face ao que (felizmente) já se sabe sobre as redes de corrupção em Portugal, um chefe de Governo não se pode refugiar no "no comment" a que a Justiça supostamente o obriga, porque a Justiça não o obriga a nada disso. Pelo contrário. Exige-lhe que fale. Que diga que estas práticas não podem ser toleradas e que dê conta do que está a fazer para lhes pôr um fim. Declarações idênticas de não-comentário têm sido produzidas pelo presidente Cavaco Silva sobre o Freeport, sobre Lopes da Mota, sobre o BPN, sobre a SLN, sobre Dias Loureiro, sobre Oliveira Costa e tudo o mais que tem lançado dúvidas sobre a lisura da nossa vida pública. Estes silêncios que variam entre o ameaçador, o irónico e o cínico, estão a dar ao país uma mensagem clara: os agentes do Estado protegem-se uns aos outros com silêncios cúmplices sempre que um deles é apanhado com as calças na mão (ou sem elas) violando crianças da Casa Pia, roubando carris para vender na sucata, viabilizando centros comerciais em cima de reservas naturais, comprando habilitações para preencher os vazios humanísticos que a aculturação deixou em aberto ou aceitando acções não cotadas de uma qualquer obscuridade empresarial que rendem 147,5% ao ano. Lida cá fora a mensagem traduz-se na simplicidade brutal do mais interiorizado conceito em Portugal: nos grandes ninguém toca."

Quando irá cair o nosso "Muro"?

A 9 de Novembro de 1989 acontecia algo impensável até para os mais optimistas... o muro da vergonha caía como peças de dominó perfiladas umas atrás das outras!!
Mantenho hoje, passados já 20 anos, na minha memória, as imagens que ia recebendo em minha casa pela televisão.
Impensável, diriam muitos!
E nós? Como é que vivemos?
Não estamos proibidos de atravessar a "fronteira", mas temos um muro de água e sem arame farmado, mas "minado" por uma liberalização aérea mal negociada. Os estudantes desta "RDA" do Atlântico não vão estudar com tudo pago para a URSS! Os seus pais têm que fazer das tripas coração para pagarem €400 para terem os miúdos em casa no natal e fim de ano.
Os doentes desta "RDA" do Atlântico não vão à URSS fazer exames e cirurgias com tudo pago! Têm que se socorrer dos familiares e amigos ou contraírem empréstimos que não têm a certeza se irão conseguir pagar para poderem fazer as suas viagens e tratamentos.
Os habitantes desta "Berlim" com um muro de água volta têm medo de falar contra o Regime, porque podem precisar do tal "jeitinho" que tanto jeito dá nesta terra que proporciona oportunidades só para aqueles que têm "O Cartão", tal como na verdadeira Berlim Oriental.
Poderão alguns dizer que não há comparação possível entre a República Democrática Alemã e a Região Autónoma da Madeira!...
Eu diria que depende de que lado do "muro" se está!

6 de novembro de 2009

A Madeira está falida!!!

É com enorme preocupação que tenho tomado conhecimento das notícias que têm vindo a público acerca da "saúde" da tesouraria da região.
Está na bancarrota!!! Ainda há bem pouco tempo falou-se em cerca de 7 milhões de euros de reponsabilidades bancárias do IDRAM relativas apenas a deslocações dos agentes desportivos para fora da região.
Hoje o DN, em manchete, publica que o GR deve à concessionária Vialitoral cerca de 58 milhões de euros!
É do conhecimento, embora em meio muito restrito, que o GR, na qualidade de avalista das célebres Sociedades de Desenvolvimento, começou já a pagar as primeiras tranches à banca de alguns milhões de euros, isto porque as SD não têm capitais próprios para honrar os seus compromissos.
Onde é que vamos parar?

5 de novembro de 2009

Tratado de Lisboa - o que vem por aí?

O que está em causa com este Novo Tratado é uma velha luta Ideológica e Doutrinária entre duas correntes Europeias. Luta velha de 50 anos. É uma luta sobre a Organização do Poder Europeu, e em dois campos opostos encontram-se, (independentemente de se situarem na Esquerda ou na Direita), duas forças que dividem a Europa a meio:Falo dos que defendem uma Federação de Estados e dos que defendem uma União Intergovernamental de Estados. Ambas as correntes são Europeístas. Ambas defendem a União dos Povos da Europa. Ambas querem a Paz no Continente Europeu. Então o que as diferencia? Então o que está verdadeiramente em causa e que não se discute em Portugal?De um lado estão os Federalistas (AJJ incluído). Estes propõem a construção de um ESTADO EUROPEU que governará a União Europeia por de cima dos Estados-Nação.Isto é, querem criar um Estado Soberano que decida em matérias como a Segurança, a Defesa, a Política Externa, a Justiça e os Assuntos Internos. Querem que seja o Estado Europeu a decidir sobre o que os Estados agrupados na União têm que fazer, e decidir sobre o que não podem fazer.Isto para além da área económica e financeira (mercado único, liberdade de circulação de pessoas, bens e capitais, política orçamental, etc...) querem o Estado Europeu a decidir sobre as matérias fundamentais dos Estados, sobre matérias fundamentais dos Cidadãos. Do outro lado estão os que defendem a União Livre. Os Intergovernamentalistas. Estes propõem uma União dos Estados Europeus, em que cada Estado mantém a sua Soberania e o seu Poder de Decisão nas matérias que são “o coração” das Soberanias como a Segurança, a Defesa, a Política Externa, a Justiça e os Assuntos Internos.Isto é, admitem uma Federalização ou Integração (as palavras neste caso são sinónimos perfeitos) na área Económica e Financeira, mas não querem uma Federação nas outras matérias. Querem preservar a Autonomia de Decisão dos seus Estados nas matérias Políticas e de Soberania. São dois Modelos de Organização do Poder distintos, com reflexos na capacidade de cada Nação, na capacidade de cada Estado.Se os Europeus adoptarem o Modelo Federal, o Estado Federal Europeu, têm que estar preparados para verem os seus Estados e os seus Cidadãos enfraquecidos em termos de decisão. Enfraquecidos em termos de Autodeterminação. Enfraquecidos em termos da sua capacidade de Auto-Governo.
O Tratado está ratificado, vamos ver o que ele nos trará no futuro breve!

4 de novembro de 2009

Programa do Governo

Para podermos opinar sobre um determinado assunto, é conveniente termos algum conhecimento sobre aquilo que estamos a falar, certo? Senão é aquela velha história do "falar de cor" que abunda por aí, infelizmente.

Posto isto, e para podermos ver/ler/estudar/compreender, ou como quiserem chamar, junto neste post o link onde podem ter acesso ao programa de governo para os próximos 4 anos. Se pretenderem há sempre oportunidade de gravar o documento. Boas leituras!

http://www.parlamento.pt/Documents/PROGRAMADOXVIIIGoverno.pdf

Proposta para o Sistema Educativo Regional

Foi apresentada recentemente uma proposta elaborada pelo Prof. André Escórcio, e que teve, segundo o próprio, colaboração de outras pessoas, para a alteração do Regime Jurídico do Sistema Educativo Regional.
Esta proposta será em breve apresentada pelo PS na Assembleia Legislativa Regional e pelo que tenho lido na imprensa e na blogosfera, não terá vida fácil, ou seja, temo que a proposta seja rejeitada. Naturalmente que o documento não é perfeito, existem aspectos que poderiam ser melhorados, acrescentados, etc, mas de uma forma geral, merece o meu apoio. A começar pela gratuitidade do acesso e frequência do ensino, passando pela obrigatoriedade da utilização de fardas pelos alunos e de batas pelos professores. Escolas e turmas mais pequenas, menos destacamentos de professores em lugares que não interessam ao verdadeiro objectivo da sua actividade, os clubes escola, são outros aspectos muito interessantes que constam da proposta.
No entanto, e sem ser bruxo (fala-se tanto deles), já estou a ver o que vai acontecer a esta excelente proposta quando subir a plenário.

Os Ditadores da Madeira

Numa terrinha como a nossa em que a alternância democrática nas instituições do poder regional e local é quase nula, não é de estranhar que alguns dos "agarrados" aos cargos políticos vão desenvolvendo "tiques" ditatoriais.
De AJJ e seus amigos, já estou habituado e quase nada me espanta.
No entanto, aqui e ali há sempre um artista que gosta de se evidenciar no palco.
É o caso do reeleito presidente da Câmara Municipal da Ribeira Brava, que defendeu, na tomada de posse para o seu quinto e último (tou cheio de pena!) mandato, a urgência de mudança do actual sistema de formação dos executivos camarários. Na sua opinião a vereação deveria ser composta apenas pelo partido vencedor. Os restantes partidos (se fosse o caso) deveriam ter assento apenas nas assembleias municipais.
Eheh, malandro!! Queria governar sozinho?!? Sem ninguém a fiscalizar?!? Não pode ser, vai ter que levar com duas pedrinhas nos seus pés de gesso durante os próximos quatro anos!

3 de novembro de 2009

"Ambrósio...apetecia-me algo!..." "Desculpe madame, peça ao PSD..."

No rescaldo da noite eleitoral após as Autárquicas, muito se falou acerca do comentário que AJJ fez no bunker da Rua dos Netos, "...ganhámos nas mesas dos mais velhos e dos jovens, o problema é a faixa entre os 35 e os 50 anos...", mais ou menos isto!

É preocupante ver como é que um partido consegue estratificar desta forma os resultados de um dia de eleições. No entanto não é difícil consegui-lo, dado o tamanho da teia do poder na região.

Os naturais residentes nas nossas ilhas, nunca conheceram outras formas de governo que não as autoritárias, totalitárias e absolutistas. Foi a ditadura fascista, e, após a revolução de Abril, o regime que nos governa há 33 anos (não consigo definir a sua orientação ideológica). A espaços, algumas Juntas de Freguesia e Câmaras Municipais vão sendo, timidamente, geridas por pessoas afectas aos partidos da oposição, e, muito recentemente, por movimentos de cidadãos. No entanto, os seus projectos não conseguem ir muito além, porque são estrategicamente estrangulados pelo poder dominante, e, sem obras, o povo fica descontente. É como a velha máxima do "pão p'ra boca". Está instituído que para conseguir qualquer coisa nesta terra, ou se é do PSD, ou então "cola no tecto", esquece, não vale a pena!E é desta forma que o PSD vai derrotando estrondosamente todos aqueles que se atravessam no seu caminho. O que AJJ consegue identificar nas mesas de voto, é no fundo a constatação de que, mesmo não possuindo dados concretos, nós conseguimos observar no dia-a-dia...Então vejamos. Na faixa etária sénior, o principal medo é o de, se o PSD não ganhar, vão ficar sem as suas parcas reformas, vão ficar sem o passeio que a Junta dá todos os meses, vão fechar o Centro Cívico onde vão jogar às cartas todas as tardes, etc, etc.Já nos jovens, o facto de terem um cartão laranja nas suas carteiras é garantia (julgam eles) de lhes serem facilitados (quando tentam o ingresso no ensino superior) apoios financeiros de diversas instituições públicas e privadas. Quando terminam o seu percurso universitário é garantia novamente da abertura de várias portas para o precioso e tão cobiçado acesso a um emprego. Não deveria ser assim... mas sabemos como tudo isto funciona...Depois é vê-los em tudo aquilo que faz girar a nossa sociedade. Com mérito próprio, ou não, são eles que dominam as Casas do Povo, as Associações de todo o género, os Clubes, as empresas, enfim...O polvo é muito grande, cada vez maior, tem mais de trinta anos, e está de boa saúde!!!Obama disse que eles podiam, e nós, será que podemos, ou temos que fazer como o Ambrósio?...

2 de novembro de 2009

Programa de Governo apresentado hoje

O 1º Ministro apresenta no dia de hoje o seu programa de Governo, que irá(???) cumprir nos próximos quatro anos.
O documento será entregue na Assembleia da República, trinta e seis dias depois de ter vencido (mas não convencido) as eleições legislativas.
Não esperemos grandes surpresas, visto que será um copy paste do compromisso eleitoral do PS.
A aposta será na construção do novo aeroporto em Alcochete, as três linhas ferroviárias de alta velocidade e da terceira travessia do Tejo, alargar os fundos disponíveis para a capitalização das PME, a revisão do regime de arrendameno urbano (quanto a mim, urgente), pagar a trinta dias aos fornecedores do Estado e não aumentar(???) os impostos.
E a Lei de Finanças Regionais, sabendo que ao contrário do que o PSD-M diz, a Madeira recebeu nos últimos três anos mais de seis milhões de euros do que em igual período com a anterior lei? Como é que irá ficar? A ver vamos...